Cafeína: efeitos, benefícios e cuidados

O café é uma das bebidas mais populares no cotidiano não só do brasileiro, mas de todo o mundo moderno, contudo sua história é antiga e começou no século IX, sendo originário das terras altas da Etiópia e difundindo-se para o mundo através do Egito e da Europa.

Já no Brasil, ele foi fundamental em nossa sociedade durante a história do nosso país, tendo sido o principal produto de exportação da economia brasileira durante muitas décadas. Mas o que torna o café tão especial e desejado?

Continue lendo para conferir!

Quais são os principais benefícios da cafeína?

Além do sabor único, o café também é rico em cafeína, que é capaz de:

  • Aumentar a disposição;

  • Diminuir o cansaço físico e mental;

  • Melhorar a concentração;

  • Ter ação termogênica natural.

Ainda, a cafeína não está presente apenas no bom e velho café, mas em vários outros produtos que consumimos regularmente, como chás, refrigerantes, bebidas energéticas, achocolatados e até mesmo em alguns medicamentos.



O que os cientistas tem dito sobre a cafeína?

Se você leu o post até aqui, deve estar pensando que a cafeína tem apenas coisas boas a nos oferecer, não é mesmo? De acordo com muitas pesquisas científicas a resposta é sim, mas é fundamental ressaltar que isso é verdade somente se consumida com moderação, é claro.

Quais benefícios da cafeína você provavelmente ainda não conhece?

Além dos clássicos efeitos conhecidos pela maioria das pessoas, como os que foram citados anteriormente, existem muitos outros efeitos pouco conhecidos sobre o consumo regular de cafeína. Confira:


  • Efeitos no coração

Foi encontrada uma ligação entre o consumo do café e a saúde do coração, onde mais de 200 estudos mostraram que pessoas que bebem de 3 a 4 xícaras de café por dia têm 19% menos chances de morrer por doenças cardiovasculares.

  • Efeitos na memória

Além do coração, duas xícaras de café diárias também podem fazer bem para a memória de longo prazo, uma vez que a cafeína consumida com moderação melhora o processo do nosso cérebro de consolidação da memória, de acordo com resultados de uma pesquisa da Universidade de Johns Hopkins, feita com 160 voluntários.


  • Efeitos na diminuição de riscos de doenças neurodegenerativas 

Outros estudos publicados também mostram que a bebida pode diminuir o risco de Alzheimer e demência na velhice.

  • Efeitos na saúde mental feminina

A cafeína também pode auxiliar na depressão, já que foi constatado que mulheres que bebem café têm menos chances de desenvolver a doença, segundo uma pesquisa da Harvard School of Public Health, onde estudaram mais de 50 mil mulheres e chegaram à conclusão de que aquelas que tomam cerca de 4 xícaras de café ao dia têm 20% menos chances de manifestar a doença.

Quais são os riscos do consumo de cafeína em excesso?

A cafeína também está presente em achocolatados em pó.

Todos os efeitos benéficos da cafeína no nosso organismo também são atestados por órgãos de renome internacional, como a European Food Safety Authority (EFSA), que mostra que a ingestão de até 5,5 mg de cafeína por kg de peso é segura, não causando efeitos adversos. Segundo o cálculo feito pelo órgão, ingerir até 400mg de cafeína por dia é seguro para adultos saudáveis, independente da fonte de cafeína.

E o que acontece se o consumo for maior do que o recomendado? Ultrapassar a recomendação diária pode causar muitos problemas, dentre eles:

  • Nervosismo,

  • Batimentos cardíacos acelerados;

  • Insônia.

Também é muito importante ficar atento também ao consumo de cafeína por jovens e crianças, pois mesmo que eles não tomem chá ou café, a cafeína está presente nos refrigerantes e outras bebidas, podendo causar um aumento na irritabilidade, portanto, eles não devem consumir grandes quantidades, limitando-se a 100 mg por dia.


Diante de tudo isso, podemos concluir que a cafeína pode ser nossa grande aliada para enfrentar os desafios do cotidiano, mas ela pode ser também uma temida vilã se for consumida em excesso, por isso, todos nós devemos estar atentos aos rótulos dos produtos que consumimos e beber moderadamente o cafezinho tão querido por muitos, desse modo saberemos se estamos ingerindo a quantidade adequada de cafeína para o nosso organismo, aproveitando ao máximo as coisas boas que ela tem para nos oferecer.


Gostou de aprender um pouquinho mais sobre a cafeína e seus benefícios? Confira mais textos como esse em nosso blog e não esqueça de seguir a Farmácia Jr. em todas as redes sociais.


Por Victor Hugo

0 visualização0 comentário

© 2020 Desenvolvido por Farmácia Jr. Consultoria.