Empreendedorismo e saúde: quais alimentos arrasam no verão?

Atualizado: Mar 30

O verão no Brasil é uma estação quente e chuvosa que rapidamente associamos à praia, à piscina e a cachoeiras, além disso conta com a presença do Carnaval. Também, o verão traz consigo muitas dúvidas referentes à alimentação, uma vez que é comum não sentirmos muita fome nessa estação, por isso nos perguntamos constantemente: o que comer no verão?


Continue lendo para descobrir quais são as melhores opções nessa estação tão marcante!

Photo by Rirri on Unsplash



Por que não sentimos tanta fome no verão?

Pode não parecer, mas o nosso corpo gasta muita energia para manter a temperatura corporal estável. Nós, seres humanos, somos animais endotérmicos, ou seja, ao contrário de lagartos, nós não precisamos permanecer longos períodos sob o sol para que elevemos a nossa temperatura corporal.


O nosso próprio metabolismo realiza essa tarefa por nós, e como o verão é uma estação muito quente, o gasto energético com essa atividade é menor e por isso precisamos consumir menos calorias. O que, por outro lado, não ocorre no inverno, posto que temos o processo inverso.


Contudo, tenha cuidado: como no verão gastamos menos energia para manter a temperatura corporal estável, se nos alimentarmos em excesso, teremos um risco maior de ter um ganho de peso indesejado, além, é claro, dos riscos aumentados de desidratação nessa estação, caso o consumo de água seja insuficiente.


O que você precisa saber sobre os melhores alimentos para o verão?

Em dias quentes é preciso ter uma dieta balanceada, composta por alimentos pobres em calorias e ricos em água. Confira os exemplos a seguir:



Melancia


É composta por 90% de água, sendo uma fruta altamente hidratante, além de ser riquíssima em vitaminas A e C. Mas atenção: é preciso estar consciente do tamanho da porção a ser ingerida! As calorias da fruta provêm, principalmente, de açúcares que compõem a melancia, como a frutose, o que pode causar um elevado aumento no nível de açúcar do corpo.



Photo by Moshe Silberberg on Unsplash



Pepino


É um alimento rico em água e que contém poucas calorias. E o melhor: ele contém erepsina, um aminoácido que promove o bom funcionamento do intestino, e melhora a digestão, o que é muito importante no verão. Além disso, é fonte de vitamina C, que ajuda a proteger a pele dos raios solares ultravioleta. Mas caso o pepino seja consumido com as sementes e em excesso pode ocasionar a perda excessiva de líquidos, levando a desidratação, isso porque suas sementes são ricas em cucurbitina – um agente com altas propriedades diuréticas.


Photo by Natalie Rhea on Unsplash



Limão


Assim como o pepino, auxilia na digestão e é fonte de vitamina C, ferro, cobre e outra boa fonte de eletrólitos. Os malefícios do consumo excessivo de limão estão relacionados ao risco de efeito desmineralizador, fazendo com que o efeito detox seja tão forte que passe a eliminar nutrientes e minerais necessários, não apenas as toxinas, além de prejuízo para o sistema gástrico do indivíduo, aumentando chances de problemas estomacais e de digestão.


Photo by eggbank on Unsplash




Como usar os alimentos do verão para empreender?

Com o post de hoje, você deve ter notado que os melhores alimentos no verão são leves, com poucas calorias e ricos em nutrientes e água. Sendo assim, você pode inovar usando os ingredientes citados e outros para a produção de sorvetes, sucos, vitaminas, chup-chup, saladas, dentre outros e mostrar ao consumidor a importância do consumo dos produtos vendidos por você com os argumentos presentes ao longo desse post. Incrível, não?


Se gostou desse post, não deixe de seguir a nossa página no Instagram @farmaciajr, onde postamos notícias, curiosidades e fatos importantes sobre o universo dos alimentos!




5 visualizações0 comentário