top of page
  • Luísa Ferreira

Você sabia que existem diferentes tipos de vegetarianismo?

Atualizado: 11 de mar. de 2022

Nos dias de hoje, observa-se uma grande discussão em relação ao vegetarianismo e suas vertentes, com uma tendência cada vez maior para a adesão das pessoas a dietas com menos consumo de alimentos de origem animal.


Segundo a Sociedade Brasileira Vegetariana, vegetarianismo é o regime alimentar que exclui os produtos de origem animal. Mas você sabia que existem diversos tipos de vegetarianismo, com mais ou menos alimentos de origem animal dentro da dieta? Não? Então deixa que no texto, vamos explicar sobre os principais tipos!


Ovolactovegetarianismo

Dentre todas as dietas vegetarianas, esta é a menos restritiva, pois somente as carnes não estão inclusas no plano alimentar, mas ovos, leite e laticínios são permitidos. Sendo assim, é mais tranquila de seguir e pode ser um meio de transição para os outros tipos de vegetarianismo.


Quando realizada de maneira correta, com alimentos saudáveis e de acordo com as necessidades nutricionais individuais, essa dieta contribui para redução do colesterol sanguíneo e, consequentemente, ajuda a prevenir problemas cardiovasculares e câncer.


Assim como em todos os tipos de vegetarianismo, os suplementos alimentares podem ser muito úteis. Isso porque muitas vezes não é possível conseguir todos os nutrientes apenas pela alimentação, sendo preciso suplementar proteínas, vitaminas e minerais.


Lactovegetarianismo

A dieta lactovegetariana exclui as carnes e os ovos da sua alimentação, deixando apenas o consumo de leite e laticínios liberado. Geralmente, essa dieta é escolhida para reduzir os níveis de colesterol sanguíneo, já que a gema do ovo contém esse tipo de gordura.


Um benefício desta dieta é que o consumo de leite e derivados permite que a alimentação seja bem saborosa, com vasta variedade de pratos. Além disso, proporciona a redução do colesterol e um aporte adequado de cálcio, proteínas e vitamina B12.


É preciso ter cautela em relação a queijos com grandes quantidades de gorduras e sódio e sobremesas com excesso de açúcar, pois se a dieta for desbalanceada, pode levar ao sobrepeso e favorecer a ocorrência de doenças cardiovasculares.


Em relação à suplementação, assim como na dieta ovolactovegetariana, pode ser necessário suplementar proteínas, vitaminas e minerais.


Ovovegetarianismo

A intolerância à lactose e/ou a alergia à proteína do leite podem ser motivações para a adoção desta dieta, pois nela há a exclusão do consumo de carnes, leite e derivados, sendo permitido apenas o consumo de ovos. Além disso, existem pessoas que acreditam que adultos não devem consumir leite de origem animal nem seus derivados.


Os intolerantes à lactose e os alérgicos a proteína do leite são muito beneficiados com esta dieta, pois esses indivíduos apresentam reações bem desagradáveis ao consumir leite e seus derivados, como gases, indigestão e alergias severas.


Porém, é importante ficar atento em relação a deficiência de cálcio, já que leite e derivados são fontes desse nutriente. É preciso consumir vegetais ricos em cálcio e, se necessário, realizar a suplementação.


Vegetarianismo estrito

A dieta vegetariana estrita exclui o consumo de qualquer alimento de origem animal, sendo baseada somente no consumo de vegetais, o que deixa-a mais restrita e pode ser um desafio para algumas pessoas. Contudo, é possível variar o cardápio e manter uma dieta nutritiva, já que os alimentos de origem vegetal podem fornecer a maioria dos nutrientes de forma eficaz.


Se essa dieta for feita de maneira adequada, ela melhora a digestão e é capaz de reduzir o colesterol, evitando doenças cardiovasculares posteriormente. Isso ocorre poisa alta ingestão de nutrientes por meio dos vegetais, como vitaminas e minerais, agem como antioxidantes e previnem problemas de saúde.


Porém, uma dieta desbalanceada pode levar a falta de nutrientes muito importantes, como proteínas e vitamina B12, sendo necessário se preocupar mais com a qualidade e quantidade dos alimentos para suprir toda a necessidade nutricional.


Dentre todos os tipos de vegetarianismo, esse é o mais comum de precisar de suplementação, podendo ser necessário suplementar proteínas, vitamina B12 e creatinina.


Você pode estar se perguntando se vegetarianismo estrito e veganismo são a mesma coisa, e não são! O veganismo, segundo a Vegan Society, é um estilo de vida que busca excluir, na medida do possível e praticável, todas as formas de exploração e crueldade contra os animais - seja na alimentação, no vestuário ou em outras esferas do consumo.

 

OBS: Lembramos que antes de adotar qualquer uma destas dietas é necessário consultar um nutricionista para receber orientações adequadas e evitar deficiências nutricionais.


Caso sua empresa tenha interesse em comercializar produtos alimentícios vegetarianos e está buscando soluções para trabalhar com isso, nós da Farmácia Jr Consultoria realizamos criação da Ficha Técnica e te ajudamos a descobrir mais facilmente como seus resíduos podem te ajudar a economizar!


A ficha técnica é um documento que permite padronização e manutenção dos processos produtivos, evitando a contaminação dos produtos vegetarianos com alimentos de origem animal.


Para mais informações sobre nosso produto, visite nosso site e entre contato conosco!

14 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page