Como a pandemia afetou o padrão de consumo no mercado de cosméticos?

Os anos de 2020 e 2021 estão sendo difíceis para a grande maioria das pessoas em função da pandemia da Covid-19. Afinal, quem imaginaria que a vida mudaria tanto em questão de meses?


Com a nova rotina e os novos hábitos, implementados devido às questões de segurança e saúde, o home-office se tornou o principal meio de trabalho e, com ele, o padrão de consumo de diversos produtos e serviços se alteraram no Brasil e no mundo, uma vez que a demanda no momento é outra e as pessoas precisam ficar em casa. Com isso, como está o mercado de cosméticos no Brasil? Houve queda devido à pandemia?


A seguir vamos esclarecer os principais pontos sobre os novos hábitos que o atual momento tem trazido a vida das pessoas e te mostrar que é um ótimo momento para iniciar seu empreendimento!



Foto de Anna Shvets no Pexels



Houve queda no padrão de consumo de cosméticos?


De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal e Cosméticos (ABIHPEC), ao início da pandemia houve uma queda de cerca de 10 a 15% na comercialização de produtos de higiene pessoal, perfumes e cosméticos, o que é um reflexo do fechamento das lojas.


Além disso, com o distanciamento social, o padrão de consumo dos brasileiros foi alterado, já que, por ficarem em casa, as pessoas passaram a ter uma necessidade menor de adquirir certos cosméticos para sair, seja a trabalho ou para socializar. Isso justifica o fato da maquiagem ter sido a categoria de cosméticos que mais sofreu queda de consumo, embora haja expectativas de restauração dos padrões de utilização à medida que a rotina volte ao normal.



Categorias de cosméticos que ficaram em alta


Quem pensa que com a pandemia todos os seguimentos de cosméticos sofreram queda, está complemente enganado. Pelo contrário, houve crescimento no padrão de venda de itens de limpeza e assepsia, como o álcool em gel e sabonete líquido, além do cuidado com a pele, como a utilização de hidratantes, devido ao ressecamento da pele em função do uso constante de álcool.


Ainda há o destaque para os dermocosméticos, que ganharam maior evidência, já que, com o distanciamento social, clínicas de estética tiveram suas atividades reduzidas e muitas pessoas estão evitando frequentar estes locais no momento. Para tal, o cuidado com a pele em casa tem se tornado cada vez mais relevante e necessário, e a aquisição destes teve um aumento por meio das vendas pelo e-commerce.



Aumento do e-commerce


Com as lojas fechadas e a redução de vendas por este meio, o e-commerce ganhou força durante a pandemia, já que se trata de um comércio eletrônico, por meio de lojas virtuais, facilitando a aquisição de produtos de maneira rápida e otimizada, ideal para o atual momento.


Por mais que a pandemia tenha gerado uma queda no consumo de alguns produtos cosméticos devido à mudança dos hábitos dos consumidores, o atual momento é ideal para inovar e investir em outros segmentos com grande potencial dentro da área.


E você, já pensou em empreender o seu negócio de cosméticos durante a pandemia? Este é o momento ideal para ganhar espaço no mercado e potencializar seu empreendimento!


A Farmácia Jr. realiza diversos serviços na área de cosméticos! Quer saber mais sobre os serviços que realizamos? Acesse nosso site e acompanhe nossas redes sociais para ficar por dentro dos conteúdos!



Referências

https://www.terra.com.br/noticias/dino/mercado-da-beleza-cresce-durante-a-pandemia,448329e8ce1371a98be033750ac404b6rwrt74rm.html

https://guiadafarmacia.com.br/setor-cosmetico-e-pandemia-os-desafios-de-hoje-e-de-amanha/

https://science.talknmb.com.br/industria-cosmetica-pandemia/

https://www.ma10.com.br/2020/09/30/mercado-de-cosmeticos-cresce-83-durante-pandemia-no-brasil/

https://www.packforyou.com.br/blog/impactos-coronavirus-cosmeticos/


Posts recentes

Ver tudo