top of page
  • Foto do escritorGiovana Sena

O que é Farmacovigilância e por que se especializar na área?

Você sabe qual área monitora a eficácia e o risco benefício dos medicamentos e vacinas que consome? Neste conteúdo você vai aprender o que é farmacovigilância e por que se especializar na área.

A Farmacovigilância hoje é uma ciência e atividades relativas que monitora, avalia, identifica e prevê os efeitos adversos ou quaisquer problemas relacionados ao uso de medicamentos.

É válido ressaltar que é a farmacovigilância responsável por monitorar principalmente os medicamentos que estão sendo comercializados, visto que, com todos os rigorosos testes antes da comercialização, é apenas na fase comercial que o número de usuários aumenta e tem as maiores chances de ocorrer efeitos adversos.

Neste post, iremos lhe apresentar o que é farmacovigilância, por que se especializar na área e como opera no Brasil.


O que é farmacovigilância e como ela surgiu?

Era final dos anos 1950 quando a talidomida passou a ser comercializada mundialmente. O novo medicamento, usado primeiramente como sedativo, também passou a ser utilizado por gestantes a fim de aliviar os enjoos recorrentes.

Entretanto, ainda no início dos anos 1960, em diversos países, inclusive no Brasil, milhares de bebês nasceram com uma malformação congênita, a “focomelia”, associada ao uso do medicamento pelas genitoras, que mais tarde constatou-se ser teratogênico.

Em 1968, a OMS iniciou o Programa Internacional de Monitorização de Medicamentos (PIMM) para viabilizar a disseminação rápida de informações sobre eventos adversos a medicamentos, em escala internacional, principalmente os eventos relacionados a medicamentos novos ou pouco estudados.

Em 1986, foi criado o Centro de Vigilância Sanitária (CVS) do Ministério da Saúde, responsável por coordenar as ações de farmacovigilância no país.

Desde então, a farmacovigilância no Brasil tem evoluído, com o desenvolvimento de sistemas de monitoramento de efeitos adversos de medicamentos e a implementação de programas de educação e treinamento para profissionais da saúde.

Atualmente, a farmacovigilância é vista como uma ferramenta importante para garantir a segurança e a eficácia dos medicamentos no Brasil, contribuindo para a proteção da saúde pública e para a melhoria da qualidade de vida da população.


Como o farmacêutico atua na farmacovigilância?

Agora que você já entendeu o que é farmacovigilância, vamos conhecer um pouco mais sobre a atuação do farmacêutico nesta área.

O papel do farmacêutico na farmacovigilância é fundamental, pois eles são profissionais capacitados para identificar, avaliar e relatar reações adversas a medicamentos e contribuir para a segurança dos pacientes.

As cinco principais responsabilidades dos farmacêuticos na farmacovigilância incluem:

1. Identificação de efeitos adversos

Os farmacêuticos estão envolvidos na identificação de reações adversas a medicamentos, sejam elas relacionadas a medicações prescritas ou a medicamentos de uso livre.

2. Avaliação de riscos

Os farmacêuticos avaliam os riscos e benefícios dos medicamentos, levando em consideração fatores como a idade, condições médicas e interações medicamentosas.

3. Comunicação de eventos adversos

Os farmacêuticos têm a responsabilidade de relatar eventos adversos a medicamentos aos órgãos reguladores e aos profissionais da saúde.

4. Educação do paciente

Os farmacêuticos também desempenham um papel importante na educação do paciente sobre seus medicamentos, incluindo as possíveis reações adversas e como evitá-las.

5. Participação em programas de monitoramento

Os farmacêuticos podem participar de programas de monitoramento de efeitos adversos, colaborando com as autoridades regulatórias na avaliação e gerenciamento de riscos associados aos medicamentos.


Qual o mercado de trabalho relacionado a farmacovigilância?

Para os profissionais farmacêuticos que desejam trabalhar com farmacovigilância, tem oportunidade de carreira como servidores públicos da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), exercendo atividades como: garantir que sejam cumpridas as normas técnicas pelas autoridades, monitorar suspeitas de ocorrências e analisar riscos clínicos.

Além disso, outra possibilidade de área de trabalho para aqueles que escolhem esta especialização são os hospitais da rede pública ou privada, identificando, registrando e monitorando possíveis suspeitas de efeitos adversos para comunicar as autoridades responsáveis.


Você ainda é graduando ou já é formado e tem curiosidade sobre a farmacovigilância?

Aqui no Realizzare Cursos oferecemos o curso de farmacovigilância de forma gratuita, para que possa expandir seus conhecimentos e conceitos sobre esta área, podendo ter ciência das vias de trabalho antes de buscar especialização devida e exigida para a farmacovigilância.


Por que se especializar em farmacovigilância?

A especialização em Farmacovigilância é uma área extremamente importante para garantir a segurança e a eficácia dos medicamentos e terapias disponíveis no mercado.

Algumas das razões pelas quais é importante se especializar em Farmacovigilância incluem:


Contribuição para a segurança do paciente

A Farmacovigilância é uma área crucial na garantia da segurança de medicamentos e terapias. Ao se especializar nesta área, você estará contribuindo para proteger a saúde e bem-estar dos pacientes.

Papel importante na regulamentação de medicamentos

Na área, você pode ajudar a regulamentar os medicamentos de maneira eficaz e garantir que os pacientes tenham acesso a tratamentos seguros e eficazes.


Oportunidade de carreira

A especialização em Farmacovigilância pode abrir oportunidades de carreira em empresas farmacêuticas, organizações regulatórias (como a ANVISA), instituições de pesquisa e muito mais.

Atuação em área inovadora

É uma área em constante evolução e com muito potencial para inovação. Você terá a oportunidade de participar de projetos inovadores e estar na vanguarda da proteção da saúde dos pacientes.


Contribuição para o avanço da ciência

Com a farmacovigilância, você pode contribuir para o desenvolvimento de terapias mais seguras e eficazes para ajudar a curar doenças e melhorar a saúde das pessoas.


Por fim, a especialização em farmacovigilância é uma escolha de grande importância para graduandos que buscam na profissão farmacêutica contribuir para a proteção do paciente, regulamentar medicamentos de maneira segura e eficaz, participar de projetos inovadores e avanços na ciência rumo a uma saúde segura, confiável, de qualidade e eficaz.


Conheça o curso gratuito de farmacovigilância do Realizzare!

Se esse é o seu interesse, não precisa esperar formar para começar a buscar conhecimento na área! O Realizze possui gratuitamente o curso de farmacovigilância para que você possa expandir seus conhecimentos.

Os participantes do curso serão capazes de aplicar os conceitos aprendidos na prática, desenvolvendo habilidades importantes como a identificação de eventos adversos relacionados a medicamentos, a avaliação de riscos e a comunicação de problemas para autoridades regulatórias.

Com a realização do curso, o indivíduo pode enriquecer seu currículo, ter vantagens de conhecimento prévio da área nos processos seletivos e provas de concurso.



96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page