Qual a importância de farmácias de manipulação e medicamentos manipulados?

Por Gustavo Alves


As farmácias, como as conhecemos hoje, tiveram sua origem no Brasil em meados do século 19 e eram referenciadas como boticas ou farmácias de oficina. Nesse período, a maioria dos medicamentos utilizados eram preparados pelos mestres farmacêuticos ou boticários, que usavam principalmente matérias primas e ingredientes de origem natural em suas formulações. Entretanto, com o advento da industrialização, os medicamentos sintéticos tomaram conta do mercado e com isso as farmácias de oficina deram lugar às drogarias, que até hoje são as principais responsáveis por dispensar as especialidades farmacêuticas. Dessa forma, as antigas boticas tomaram um novo lugar no mercado, agora chamadas de farmácias de manipulação, e atualmente tem um grande papel no tratamento e sucesso terapêutico, vamos conhecer juntos seu impacto e importância na vida do paciente.


Atualmente, as farmácias de manipulação são autorizadas, no Brasil, a produzir e dispensar duas classes de preparações: fórmulas magistrais ou oficinais, preparadas sob responsabilidade de um profissional farmacêutico e seguindo padrões rigorosos de boas práticas de fabricação. As fórmulas magistrais se diferenciam das oficinais pois são personalizadas, atendendo prescrições específicas com foco na necessidade de um único paciente e atualmente são o maior trunfo dos estabelecimentos de manipulação. Esses medicamentos podem ser solicitados por um paciente com receita prescrita por profissionais habilitados (médicos, dentistas, nutricionistas e outros) ou então indicados pelo próprio farmacêutico no caso de fórmulas oficinais isentas de prescrição.


Os medicamentos industrializados são produzidos em larga escala e com dosagem padronizada, atuando de forma generalista para uma série de enfermidades, ao contrário dos manipulados que têm foco específico e individualizado em cada paciente gerando uma série de benefícios listados a seguir:

Associação de substâncias

A manipulação se torna uma solução em um cenário em que muitos pacientes, principalmente os portadores de doença crônica, precisam ser tratados com vários fármacos generalistas diariamente. Para esses casos, o processo de manipulação individual possibilita a associação de diversos princípios ativos em uma única cápsula, desde que sejam compatíveis. Dessa forma, é possível criar um único medicamento que atue sob mais de um alvo terapêutico facilitando a administração e aumentando a adesão e o sucesso do tratamento.

Foto de RF._.studio no Pexels

Personalização na fórmula

Os medicamentos sintéticos, em sua maioria, possuem substâncias excipientes, conservantes e corantes, como lactose e açúcares, que podem se tornar um problema para pessoas alérgicas e/ou intolerantes, aumentando a quantidade de efeitos adversos. Como solução, durante a manipulação individual é possível substituir ou remover esses itens da fórmula tornando a experiência de tratamento mais agradável e com menos riscos.


Diversidade de formas farmacêuticas

Alguns pacientes, principalmente idosos e crianças, apresentam resistência durante a administração de medicamentos pela forma que eles são apresentados, sejam eles comprimidos, xaropes ou até mesmo supositórios. Essa situação pode ser contornada pelas farmácias de manipulação, por meio da produção de um remédio com a forma física de preferência do paciente, seja ela na forma de gel, creme ou bala. É importante ressaltar que as formas farmacêuticas precisam estar alinhadas com o que é permitido e regularizado pela ANVISA, mantendo a eficiência e o objetivo do medicamento.


Impacto social

As farmácias de manipulação e os medicamentos manipulados também geram impactos econômicos e estão ligados à preservação ambiental. Os remédios produzidos por esse setor, são feitos sob medida, o que significa que o paciente irá consumir todo o conteúdo do frasco, cartela de comprimidos e outros durante o tratamento, raramente ocorrem sobras e por isso o descarte de medicamentos é reduzido de forma significativa. Dessa forma, o consumo da matéria prima utilizada se torna mais eficiente e menos dejetos são gerados durante a produção/consumo.

Além disso, segundo o portal Saúde Business, os produtos farmacêuticos manipulados podem ser até 20% mais baratos, aumentando a acessibilidade contribuindo para a democratização do acesso à saúde.



Qual é o futuro das farmácias de manipulação?

Com os avanços do conhecimento da medicina, cada vez mais, se entende que a abordagem individual de cada paciente é de extrema importância. Ao considerarmos que as pessoas são diferentes, em termos de personalidade e até mesmo biologicamente é possível concluir que elas respondem de forma distinta a um mesmo tratamento, entendendo essa realidade é possível prever que as farmácias de manipulação se tornarão cada vez mais procuradas por pacientes e indicadas por profissionais da saúde, sendo uma ótima aposta para o futuro.


Quer saber mais sobre farmácias de manipulação ou até mesmo sobre como fundar seu próprio negócio no setor? Entre em contato conosco! Oferecemos consultorias exclusivas para aberturas de farmácias e drogarias. Para saber mais sobre nossos serviços, acompanhe a Farmácia Júnior em nossas redes sociais e acesse nossa carta de serviços!



8 visualizações0 comentário