Tudo que você precisa saber sobre rotulagem nutricional obrigatória

Atualizado: Mar 31

Já foi discutido, em posts anteriores, algumas formas de melhorar o seu produto por dentro e por fora, e o uso da informação nutricional no rótulo é uma delas. No texto de hoje, falaremos sobre a rotulagem nutricional, o que é, sua importância, quais parâmetros analisados, dentre outros.


Se gostaria de aprender um pouco mais sobre esse assunto, continue lendo.


O que é uma tabela nutricional?

Uma tabela nutricional pode estar presente no rótulo de um alimento em forma vertical, linear ou simplificada e contêm informações que dizem ao consumidor do alimento quais nutrientes e suas respectivas quantidades serão ingeridas por porção do produto em questão.


Modelo Vertical


Modelo linear



Modelo simplificado


Qual é a importância de uma tabela nutricional?

As tabelas nutricionais presentes no rótulo de um alimento informam ao consumidor sobre as quantidades de calorias e nutrientes presentes em determinado produto, por isso transmitem confiança e segurança sobre o que será ingerido.


Além disso, os supermercados e algumas feiras exigem a presença de tabela nutricional em alimentos para que sua comercialização seja permitida, sendo uma grande vantagem para o empreendedor que deseja diversificar os pontos de venda. Também não podemos nos esquecer que a rotulagem nutricional é uma norma prevista pela ANVISA, e por isso requer constante fiscalização.

Quais informações devem estar presentes em uma tabela nutricional?

Toda tabela nutricional deve apresentar:

  • Valor energético em kcal e em KJ;

  • Carboidratos;

  • Proteínas;

  • Gorduras totais;

  • Gorduras saturadas;

  • Gorduras trans;

  • Fibra alimentar;

  • Sódio.

Vale ressaltar que, em alguns casos, as quantidades presentes dos itens citados acima pode ser declarada como igual a zero ou ausente, se a quantidade presente for inexpressiva, conforme a tabela abaixo:

(*) Será declarado como “zero”, “0” ou “não contém” quando a quantidade de gorduras totais, gorduras saturadas e gorduras trans atendam a condição de quantidades não significativas e nenhum outro tipo de gordura seja declarado com quantidades superiores a zero.



Caso seja identificada a presença de demais nutrientes, como minerais e vitaminas que estejam presentes em quantidade igual ou superior a 5% de seu valor diário recomendado, eles também poderão aparecer na tabela nutricional.


Todos os itens devem estar descritos em quantidades por porção, em gramas ou miligramas e também em porcentagem do valor diário recomendado. A porção deve estar em gramas ou mililitros e apresentar também a medida caseira (copo, colher de sopa, fatias, unidades etc.).


Não se esqueça de informar sobre a presença de ingredientes alergênicos, conforme solicitado pela RDC Nº 26!


Qual é o significado dos itens presentes em uma tabela nutricional?

Você pode não ter se familiarizado com muitos dos itens citados anteriormente, por essa razão, vamos explicá-los:

  • Valor energético: É a energia produzida pelo corpo e proveniente de carboidratos, proteínas e gorduras totais. No rótulo, esse valor é expresso na forma de quilocalorias (kcal) ou quilojoules (KJ). Uma caloria equivale a 4,18 Joules.

  • Porção: É a quantidade do alimento utilizada como referência para o cálculo nutricional. É informada em peso (gramas), unidades do alimento, ou em medida caseira (colher, prato, etc.). Todas as informações nutricionais indicadas no rótulo valem apenas para a porção indicada pelo fabricante e não para o conteúdo total do pacote, por isso é fundamental observá-la.

  • VD (valor diário): indica o percentual da quantidade máxima de consumo de determinado nutriente ou valor energético determinado pela ANVISA para um dia inteiro. Todos os valores são determinados baseados em uma dieta de 2000 kcal ou 8400 KJ.

Para quais alimentos é exigida uma tabela nutricional?

Todo alimento produzido e embalado na ausência do consumidor deve possuir tabela nutricional. Consulte mais informações aqui.

Alguns alimentos, no entanto, não necessitam da rotulagem nutricional. São eles:

  • Bebidas alcoólicas, exceto cervejas;

  • Aditivos alimentares e coadjuvantes de tecnologia;

  • Especiarias;

  • Água mineral e as demais águas de consumo humano;

  • Os vinagres;

  • Sal (cloreto de sódio);

  • Café , erva mate, chá e outras ervas sem adição de outros ingredientes;

  • Os alimentos preparados e embalados em restaurantes e estabelecimentos comerciais, prontos para o consumo;

  • Produtos fracionados nos pontos de venda a varejo, comercializados como pré-medidos;

  • Frutas, vegetais e carnes in natura, refrigerados e congelados;

  • Outros.

No texto de hoje, vimos o que é uma tabela nutricional, como ela pode ser expressa no rótulo de um alimento, qual é a sua importância, quais informações devem ser apresentadas em uma tabela nutricional, os significados de valor energético, porção e valor diário e também para quais alimentos é exigida a tabela nutricional.


Um dos serviços oferecidos pela Farmácia Jr. é a solução em rotulagem. Caso tenha alguma dúvida sobre a rotulagem nutricional obrigatória ou sobre nossos serviços, entre em contato conosco!


37 visualizações0 comentário